Loja Biovip de

3 produtos naturais para reforçar a imunidade do organismo neste Outono-Inverno

3 produtos naturais para reforçar a imunidade do organismo neste Outono-Inverno

As doenças respiratórias têm uma elevada prevalência e são já a terceira causa de morte em Portugal, sendo responsáveis por 19% de todas as mortes.

Neste período de Outono-Inverno, sabemos que, como é normal, vai aumentar a prevalência das doenças respiratórias e poderá existir a necessidade de proteger as pessoas mais frágeis das infeções respiratórias. Eis algumas ações preventivas que pode tomar para melhorar a imunidade:

  • Preserve o distanciamento social;
  • Ao tossir e ao espirrar faça-o para o cotovelo;
  • Se necessário utilize uma máscara e pratique a lavagem e desinfeção constante das mãos.

Estas atitudes são tanto sanitárias como cívicas.

Para além disto, também pode ser benéfico reforçar o sistema imunitário, conferindo-lhe maior proteção para o combate às doenças infeciosas.

Fatores de risco de doenças respiratórias

A crescente incidência das doenças respiratórias está, em grande parte, relacionada com o aumento da exposição a fatores de risco, nomeadamente tabaco e poluição ambiental, visto que o fumo provoca uma reação inflamatória no sistema respiratório, facilitando a entrada de agentes infeciosos.
As mudanças bruscas de temperatura, as constipações não tratadas, a utilização de ar-condicionado (que pode ser um veículo de transmissão de microrganismos) e o consumo excessivo de álcool (que interfere na capacidade de defesa do sistema imunitário), também são fatores de risco.

Sinais e sintomas de doenças respiratórias

Mais do que tratar uma doença, o melhor a fazer é prevenir o seu aparecimento.

O nosso sistema imunitário é responsável por proteger o organismo de desequilíbrios internos e agressões externas, prevenindo o surgimento de doenças. Os seus mecanismos de atuação são complexos e interligam vários órgãos, que defendem o organismo de agentes patogénicos. A imunodeficiência verifica-se quando a atividade do sistema imunitário é inferior ao desejável, o que poderá estar na origem de infeções recorrentes.

Algumas plantas contêm princípios com atividade biológica antioxidantes e anti-inflamatória, capaz de estimular o sistema imunitário e de auxiliar o organismo na sua proteção contra infeções ou até reduzir o tempo de recuperação em caso de doença. Alguns dos exemplos mais característicos destas plantas são:

Tomilho

O Tomilho possui aplicações terapêuticas devido à sua grande riqueza em compostos bioativos, dos quais se destacam o timol e o carvacrol que, em sinergia, conferem propriedades antissépticas e antiespasmódicas. O timol também apresenta atividades biológicas benéficas como antioxidante, imunomodulatório e antibacteriano.

Esta planta é rica em óleos essenciais responsáveis pelo efeito expetorante, nomeadamente em situações de catarro das vias respiratórias superiores e por isso é muito usada em situações de tosse produtiva associada a constipações.

Também tem demonstrado efeitos positivos no tratamento de doenças respiratórias como asma e bronquite, pela sua capacidade anti-inflamatória.

Equinácea

Tradicionalmente, a Equinácea era descrita como um agente “anti-infecioso” e era utilizada em infeções bacterianas e virais, septicémia e amigdalite.

O interesse atual no uso medicinal da Equinácea foca-se nos seus efeitos imunomoduladores, particularmente no tratamento e prevenção de constipações comuns e outras infeções do trato respiratório superior.

É consensual entre os estudos que a Equinácea é eficaz na redução da duração e gravidade dos sintomas, embora entre os seus compostos ativos identificados, não seja completamente conhecido o mecanismo de ação, biodisponibilidade, potência e sinergias.

Própolis

Própolis é um produto resinoso acastanhado coletado e transformado por abelhas, rico em substâncias ativas, como os flavonoides, com ações farmacológicas.

Sabe-se que a ingestão de flavonoides interfere em diversos processos fisiológicos, além de terem capacidades antioxidantes e antimicrobianas. Esta atividade é expressa através de uma ação direta sobre microrganismos e indireta através da estimulação do sistema imunitário.

O extrato de Própolis tem despertado o interesse devido às suas inúmeras propriedades terapêuticas, tais como anti-inflamatória, cicatrizante, antioxidante, antimicrobiana (antifúngica, antibacteriana e antiviral), anestésica, anti-ulcerosa, anticancerígena, citotóxica, anti-herpes e anti-HIV.

Por estes motivos, o extrato de Própolis tem sido, atualmente, aplicado em fórmulas para síndromes gripais.

 

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: