Loja Biovip de

Ácido Hialurónico: tudo o que precisa de saber

Ácido Hialurónico: tudo o que precisa de saber

O Ácido Hialurónico (AH) é a forma mais ativa de GAG (glicosaminoglicanos, um tipo de polissacarídeo), presente em todos os organismos vivos, ocupando um papel vital no funcionamento da matriz extracelular de tecidos mineralizados e não-mineralizados. Foi descoberto em 1934 e despertou um grande interesse devido à sua elevada capacidade hidratante.

Está presente em vários líquidos do corpo, como, por exemplo, o líquido sinovial, que tem a função de lubrificar as articulações sinoviais, e o humor vítreo, líquido viscoso que atua na manutenção da forma esférica do olho. No entanto, a maior parte do AH do organismo está situada na pele, conferindo volume, sustentação, hidratação e elasticidade.

O Ácido Hialurónico é uma molécula carregada negativamente e, por isso, possui uma alta capacidade de ligar-se à molécula de água, tendo a capacidade de reter até 1000 vezes o seu peso molecular em água. No processo normal de envelhecimento ocorre uma diminuição do Ácido Hialurónico, alterando a quantidade de água, sendo este um dos fatores responsáveis pelo aparecimento de rugas na pele, desidratação, alteração da elasticidade, perda de firmeza e formação de manchas.

Pelo facto de estar presente em todos os organismos vivos e devido à sua natureza hidratante, viscoelástica e à sua biocompatilidade, é aplicado em diversas áreas da medicina. Por volta dos anos 70 surgiram os primeiros produtos com Ácido Hialurónico, tendo sido utilizado na medicina principalmente em cirurgias oftálmicas e em doenças articulares. Posteriormente, tornou-se um ingrediente essencial no desenvolvimrnto de produtos anti-idade e atualmente tem uma elevada procura a nível da suplementação oral. 

 

A Importância do Ácido Hialurónico na Pele

O cuidado com a pele e a preocupação com o controlo dos sinais de envelhecimento são uma crescente da sociedade atual. A grande parte dos sinais visíveis de envelhecimento, como rugas, falta de firmeza ou irregularidades na superfície da pele são causados pela exposição aos raios UV, poluição, tabagismo ou por outros fatores externos.

No entanto, sabemos hoje que os sinais de envelhecimento podem ser diminuídos. O Ácido Hialurónico é uma substância utilizada na formulação de alguns dermocosméticos, em suplementos e também em alguns produtos injetáveis (como fillers), utilizados no combate ao envelhecimento cutâneo. Com a utilização do Ácido Hialurónico a renovação celular da pele é acelerada, sofrendo uma regeneração mais rápida, diminuindo manchas, cicatrizes, marcas de acne, entre outros.

Um estudo publicado no Journal Drugs Dermatology demonstrou que a eficácia do Ácido Hialurónico nos cremes anti-rugas depende do seu peso molecular, uma vez que diferem no nível da absorção percutânea. Os investigadores realizaram um estudo clínico envolvendo 76 mulheres com idades entre 30 e 60 anos e presença de rugas no contorno dos olhos. As pacientes aplicaram creme duas vezes ao dia por um perídodo de 60 dias, contendo diferentes pesos moleculares de Ácido Hialurónico (50, 130, 300, 800, 2000 kDa). Após os 60 dias foi possível observar uma melhoria significativa ao nível da hidratação, elasticidade e redução das rugas perioculares no grupo de mulheres que aplicaram creme contendo Ácido Hialurónico de baixo peso molecular.

 

 

Ou seja, os cremes contendo Ácido Hialurónico com baixo peso molecular têm uma maior capacidade de penetrar e hidratar a pele em profundidade, logo, maior poder de atuação no combate às rugas e falta de firmeza. Já os cremes com Ácido Hialurónico de alto peso molecular permitem manter a água na superfície da pele, retendo a humidade essencial ao seu equilíbrio, funcionando como uma barreira contra as agressões externas.

A utilização de produtos injetáveis (fillers) permite uma ação mais profunda na pele, relativamente aos cremes, mas também se trata de um processo mais invasivo, uma vez que é injetado nas camadas mais profundas da pele. Este tipo de tratamento estimula a síntese de colagénio, o que permite recuperar o aspeto pretendido de forma imediata, no entanto, os resultados não são permanentes: a sua durabilidade é de aproximadamente de 6 meses.

A Importância do Ácido Hialurónico nas Articulações

A articulação é a região onde há a conexão de dois ou mais ossos distintos. É composta por uma cartilagem (tecido elástico e flexível) e por uma bolsa cheia de líquido sinovial, que permite um amplo movimento dos ossos com o mínimo atrito entre eles.

Em situações de osteoartrose o líquido sinovial apresenta uma redução da sua viscoelasticidade, sendo esta fundamental para a lubrificação e proteção das células. Assim, uma das causas da dor e diminuição da mobilidade articular está relacionada com a diminuição do efeito protetor desse meio viscoelástico. A diminuição da viscoelasticidade está relacionada com a diminuição do Ácido Hialurónico, que funciona como um amortecedor, uma vez que mantém a articulação lubrificada, sendo essencial para a saúde do líquido sinovial que suporta os ossos e as articulações. Para além disso, ajuda a transportar nutrientes para nutrir e regenerar a cartilagem. Assim, a ingestão de Ácido Hialurónico desempenha um papel ativo na prevenção e alívio de problemas nas articulações, como dor, rigidez, falta de mobilidade, lesões, infeções, artrose, osteoporose, tendinite, etc.

Suplementação Oral

O Ácido Hialurónico é um nutracêutico, ou seja, é uma substância que pode atuar como adjuvante na prevenção e tratamento de doenças crónicas, como é o caso da osteoartrite. A designação “nutracêutico” vem da combinação das palavras “nutriente” e “farmacêuticos”, pois os nutrientes têm a capacidade comprovada de proporcionar benefícios à saúde, como a prevenção e o tratamento de doenças e, segundo a regulamentação, são desprovidos de efeitos adversos. Para além do Ácido Hialurónico, o colagénio hidrolisado é também reconhecido como nutracêutico, cuja composição de aminoácidos apresenta níveis elevados de glicina e prolina e, ao ser absorvido, acumula-se preferencialmente na cartilagem.

A suplementação oral com Ácido Hialurónico permite fornecer um apoio estrutural à epiderme, manter o nível de hidratação dos tecidos, estimular a produção de colagénio e de elastina e nutrir as células cutâneas, entre outras; ou seja, abrandar o envelhecimento cutâneo.

É muito importante uma escolha correta do suplemento oral em Ácido Hialurónico de forma a aproveitar ao máximo as suas qualidades terapêuticas. O principal critério a ter em atenção reside no seu peso molecular: uma cápsula de 100 mg pode ser mais eficaz do que outra de 120 mg devido ao seu baixo peso molecular. Por ser um polímero constituído por várias subunidades, podem formar uma longa cadeia e, quanto mais longa for, mais lenta será a sua absorção pelo organismo, uma vez que no intestino o Ácido Hialurónico é fragmentado por diversas enzimas e as partículas mais pequenas serão mais facilmente absorvidas pelo intestino.

Conclusão

O envelhecimento é um processo natural, onde ocorre diminuição da capacidade funcional e das reservas do organismo, mudanças na resposta celular e perda da capacidade de reparação. Tendo em conta a sua eficácia cosmética e nutricosmética, perfil de segurança aceitável, biocompatibilidade e ausência de toxicidade, a suplementação de Ácido Hialurónico, muitas vezes associada ao colagénio, permite combater os sinais de envelhecimento a vários níveis, prevenindo e tratando doenças e aumentando, assim, a qualidade de vida.

 

Bibliografia →

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: