Loja Biovip de

Como evitar as manchas escuras no rosto?

Como evitar as manchas escuras no rosto?

Os distúrbios de hiperpigmentação podem ocorrer devido a variados processos bioquímicos que regulam o ciclo de vida da melanina. Essas alterações vão resultar numa maior deposição deste pigmento na pele e, consequentemente, na formação de zonas cutâneas com diferentes colorações.

Estas discromias são bastante comuns, sendo uma das principais situações que levam as pessoas ao dermatologista.

Mas será que algumas dessas visitas poderiam ser evitadas se tomássemos medidas preventivas contra o aparecimento das tão detestadas manchas escuras?⁠

Quais as causas do aparecimento das manchas?

Exposição Solar

Esta é a causa número um da hiperpigmentação cutânea, já que luz solar é o principal indutor da produção de melanina. Este pigmento representa a proteção natural da pele contra a radiação ultravioleta no entanto, quando ocorre uma exposição excessiva, existe uma sobreprodução do mesmo, o que dá origem a manchas.

Além do rosto, é também comum o seu aparecimento nas mãos, pescoço e decote, por serem as zonas diariamente mais expostas ao sol.

A idade mais avançada, quando aliada à exposição solar excessiva ao longo da vida, também irá provocar uma maior incidência de manchas, já que o número de células produtoras de melanina decresce, mas as que se mantêm aumentam de tamanho e a sua distribuição fica mais localizada.

Alterações Hormonais

As manchas que resultam de alterações hormonais surgem como placas castanhas ou acinzentadas, geralmente na testa, por cima do lábio superior, bochechas e queixo.

Aparecem especialmente em mulheres entre os 25 e os 55 anos e são muito comuns em grávidas. Também a pílula contracetiva ou terapêuticas de substituição hormonal podem provocar o aparecimento desta condição, à qual se dá o nome de melasma.

Inflamação Cutânea

A hiperpigmentação pós-inflamatória é uma condição que ocorre devido a uma maior produção de melanina à medida que a pele cicatriza após um episódio de inflamação. Quanto maior for a inflamação, mais proeminentes serão as manchas escuras.

Isto é muito frequente em casos de acne, mas também de queimaduras, dermatites, picadas de insetos ou cortes.

Medicação

Alguns medicamentos também podem levar ao aparecimento de diferentes tipos de manchas, não só no rosto como também noutras zonas do corpo. Isto ocorre devido ao aumento da melanina na epiderme e na derme ou devido à deposição do medicamento ou dos seus metabolitos na pele.

Este tipo de condição verifica-se principalmente com a toma de alguns antibióticos, anti-inflamatórios não esteróides e barbitúricos.

Além disso, é necessário ter atenção redobrada à exposição solar aquando da toma de fármacos fotossensibilizantes. ⁠

Como melhorar as manchas?

Uma vez que a radiação solar é o grande responsável pelo aparecimento de hiperpigmentação, é fundamental protegermos a pele, especialmente em pessoas com maior tendência para o desenvolvimento de manchas.

O protetor solar deve ser utilizado, não só no verão, mas todos os dias do ano, já que o rosto está constantemente exposto ao sol.

A Biovip tem a solução perfeita para proteger a sua pele dos efeitos nefastos dos raios solares 365 dias por ano! O HydraProtect 365 oferece uma proteção elevada (FPS 30) contra raios UVA e UVB. De textura fluida, rápida absorção e rico em substâncias antioxidantes e hidratantes, este produto é o parceiro ideal para levar consigo para todo o lado.

Evitar mexer na pele fragilizada ou agredir a pele

Provocar trauma ou aumentar a inflamação da pele aumenta a incidência de manchas, pelo que é bastante importante não apertar borbulhas ou remover crostas, já que vamos estar a interferir com a cicatrização da pele e a aumentar a sua fragilidade.

Também a depilação, especialmente com cera, aumenta a inflamação da pele. Esta não deve ser realizada em zonas onde se verifica hiperpigmentação e a exposição solar, mesmo com proteção, deve ser evitada nas 48 horas após este procedimento.

Optar por produtos que promovam a renovação celular

O processo de renovação celular melhora o estado geral da pele, já que leva à remoção das células mortas e à formação de novas células. Desta forma, as manchas escuras vão desvanecendo e, a longo prazo, acabarão por desaparecer. As exfoliações químicas, por exemplo com retinol, ou os peelings são métodos eficazes, uma vez que aumentam a renovação celular.

Em situações mais complicadas, consultar o dermatologista

Infelizmente, muitas vezes a prevenção e os cuidados diários não são suficientes para melhorar a aparência ou corrigir as manchas, pelo que é necessário recorrer a um especialista, para que este prescreva o tratamento mais adequado para cada caso. É fundamental que não se automedique, pois cada situação deve ser avaliada individualmente!

Que ingredientes devo procurar na escolha dos produtos anti-manchas?

Existem bastantes ingredientes que ajudam a inibir a produção de melanina. Apesar de na Biovip ainda não existir nenhum produto específico para o tratamento das manchas, alguns dos nossos cosméticos contêm esse tipo de ativos naturais na sua formulação, podendo funcionar como complemento na prevenção do aparecimento de hiperpigmentações.

Vitamina C

A vitamina C é um antioxidante amplamente utilizado em produtos cosméticos. Este ativo demonstrou ser eficaz contra a hiperpigmentação devido à sua ação direta na melanogénese, uma vez que inibe a produção de melanina ao contrariar a ação da enzima tirosinase.⁠

A vitamina C é um ingrediente essencial presente no HydraProtect 365, onde desempenha um excelente papel enquanto antioxidante.

Alcaçuz

O alcaçuz tem na sua composição duas substâncias que demonstram notáveis ações despigmentantes: a glabridina e a liquiritina. Estes compostos reduzem a inflamação e inibem a pigmentação induzida pela luz UV. Num estudo, a glabridina demonstrou ter um poder despigmentante comparável ao da hidroquinona, um medicamento muito prescrito para as manchas escuras na pele.⁠

Pode encontrar estes extratos na Máscara Bubble Sensitive, de ação calmante e que fornece à pele uma suavidade instantânea!

Aloé Vera

A aloesina é um composto derivado da planta aloé vera que demonstrou, em vários estudos in vitro, diminuir a ação de algumas enzimas envolvidas no processo de pigmentação cutânea, como a tirosinase e a tirosina hidroxilase. Deste modo, poderá ter um efeito direto na melanogénese, reduzindo o conteúdo em melanina e a atividade da tirosinase, de forma dose-dependente.⁠

O sumo de aloé vera é o ingrediente principal do HydraBoost Gel, que ajuda a manter a pele hidratada e num bom estado geral, conheça-o já!

Extratos de Chá Verde

O chá verde há muito que tem sido estudado pelas suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Alguns estudos destacam o potencial dos seus extratos para melhorar o aspeto das manchas escuras na pele, sendo sugerido também que poderá melhorar o melasma e as queimaduras solares.⁠

Os extratos de Camellia sinensis, vulgarmente chamada de planta do chá, estão também presentes na Máscara Bubble Sensitive.

Não desespere porque, com paciência, as manchas têm solução e não se esqueça que o seu tratamento começa na prevenção!

Autoria: Beatriz Bonito | Farmacêutica
Referências Bibliográficas →


Produtos relacionados

 

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: