Loja Biovip de

Cuidados adelgaçantes e anticelulíticos

Cuidados adelgaçantes e anticelulíticos

A valorização da aparência é uma constante na história da humanidade, tendo o padrão de beleza sofrido várias mudanças ao longo do tempo. Atualmente, questiona-se a ditadura de um corpo perfeito, mas imperfeições estéticas como a celulite continuam a afetar a auto-estima e a qualidade de vida de muitas pessoas.

Neste sentido, pretendemos dar a conhecer algumas soluções de prevenção e tratamento, que vão desde as mudanças de hábitos alimentares à utilização de produtos cosméticos e que prometem mitigar o problema. Ainda assim, deve ter-se em mente que a celulite é uma expressão fisiológica de adiposidade e não uma doença, como tal, não existe uma cura, mas pode ser controlada.

O que é a celulite?

A celulite é o nome popular da lipodistrofia ginóide, uma distrofia localizada do tecido conjuntivo subcutâneo, com alterações vasculares e formação de fibroses que conferem à pele um aspeto ondulado e uma aparência tipo “casca de laranja”. Pode surgir em determinadas áreas do corpo, nomeadamente no quadril, coxas, nádegas e barriga – regiões que acumulam gordura com facilidade, podendo ainda, ser visível nos braços e peito – curiosamente áreas em que é observado o padrão feminino de deposição de gordura.

Sob a nossa pele existe uma camada de tecido adiposo (gordura), que pode ser maior ou menor dependendo da região e do estado nutricional individual. Abaixo da gordura encontra-se o músculo, que fica conectado à pele por fibras elásticas de tecido fibroso (septos) que atravessam o tecido adiposo. Quando estas fibras conectivas apresentam baixa elasticidade e ao mesmo tempo há uma acumulação de gordura nesta região, a pele torna-se irregular. Isto ocorre porque as fibras puxam a pele em direção ao músculo enquanto que a gordura a empurra para cima.

Quanto menor for a elasticidade do tecido subcutâneo, menor será a quantidade de gordura que precisa se acumular para causar as ondulações, sendo que a acumulação de líquidos e a distribuição de gordura no tecido também influenciam o aparecimento destas irregularidades.

A celulite é classificada de acordo com 4 graus de severidade de manifestações:

Porque são as mulheres as mais afetadas?

Esta problemática é bastante frequente, com uma incidência de 95% em mulheres em idade reprodutiva (15-45 anos), estando diretamente relacionada com as alterações hormonais que ocorrem após a puberdade. Apesar de raro, também pode ser observada em homens, quando existem desequilíbrios hormonais. Esta discrepância entre homens e mulheres está associada ao estrogénio (hormona sexual feminina), que confere um padrão perpendicular aos septos fibrosos que atravessam o tecido adiposo na hipoderme (conectando músculo e pele), no sexo feminino. Já no sexo masculino, esses septos são diagonais, mantendo a camada de gordura compacta, mesmo em homens obesos.

Fatores de risco

A celulite está frequentemente e erroneamente associada à obesidade, no entanto, esta não é uma condição necessária à sua existência, surgindo em pessoas com fisionomia magra. Ainda assim, o excesso de peso é um fator que poderá agravar a situação.

As causas da celulite não estão completamente estudadas, no entanto, foi demonstrado que a herança genética tem um peso relevante. Fatores como género, etnia, biotipo corporal, distribuição de gordura, história familiar, disfunções hormonais ou hepáticas, perturbações metabólicas ou hemodinâmicas e problemas circulatórios poderão ser significativos no desenvolvimento desta distrofia.

Os fatores de risco modificáveis decorrentes do estilo de vida são:

  • Tabagismo
  • Alcoolismo (estimula lipogénese)
  • Excesso de peso e sedentarismo
  • Dieta rica em sódio (aumenta a retenção hídrica), em gorduras e açúcares (favorecem a acumulação de gordura)
  • Ingestão excessiva de bebidas gaseificadas (o gás carbónico leva a alterações na permeabilidade e resistência dos capilares sanguíneos, provocando a formação de edemas, intoxicação do tecido, falta de nutrição e oxigenação)
  • Baixa ingestão de líquidos
  • Défice proteico (gera desestruturação do tecido conjuntivo)
  • Stress
  • Utilização de vestuário apertado que dificulta o fluxo sanguíneo
  • Toma de contracetivos orais (pílula)

Como prevenir? 

As principais medidas preventivas consistem na manutenção de uma alimentação saudável (diminuir a ingestão de sódio; evitar alimentos ricos em gordura saturada e açúcares refinados; aumentar o consumo de fruta, vegetais e fibras; manter uma boa hidratação para melhorar a circulação sanguínea; e diminuir o consumo de tabaco e álcool), na prática de atividade física regular (melhora a circulação sanguínea, reduz a gordura corporal e aumenta o tónus muscular) e na manutenção do peso adequado. Para além disto, também é importante usar roupa confortável (diminui a retenção de líquidos e melhora a circulação sanguínea) e gerir o stress. Estes cuidados tanto previnem o aparecimento ou agravamento deste problema estético, como garantem saúde global.

Existe tratamento para a celulite?

A elevada prevalência de celulite tem levado a várias tentativas de tratamentos, a maioria deles com efeitos clínicos sub ótimos, sem grande suporte pela evidência científica e muitas vezes com custos elevados. Por isso, qualquer que seja a opção de tratamento, deve ser orientada por um dermatologista.

Infelizmente, ainda não existe um tratamento 100% eficaz para resolver o problema, sendo que os melhores resultados não-cirúrgicos ocorrem com a associação de cremes (nomeadamente os que contêm metilxantinas como a cafeína), massagens e terapia com laser.

Ainda assim, importa ressalvar que nenhum tratamento funciona sem mudança de hábitos alimentares e estilo de vida, sendo importante manter cuidados semelhantes aos da sua prevenção.

Produtos cosméticos

Os tratamentos de aplicação tópica, que associam diversas substâncias para estimular a circulação local, diminuir a retenção de líquidos, aumentar a firmeza da pele e auxiliar na formação do colagénio apresentam eficácia reforçada quando aplicados através de uma massagem. Frequentemente, estes produtos cosméticos são preferidos, evitando procedimentos invasivos.

Os cosméticos anti-celulíticos possuem substâncias com ações vasodilatadoras, que ajudam na eliminação dos exsudatos celulares e reabsorção de edemas. Em conjunto com hábitos de vida saudáveis e até suplementos alimentares, são usados para adelgaçar e delinear as formas corporais, melhorando também a aparência da pele.

Muitos dos ativos adicionados a produtos cosméticos coincidem com os compostos usados em suplementos alimentares, possuindo propriedades complementares. Alguns dos preferidos são:

 

★ Dica: A Biovip desenvolveu uma dupla de sucesso no combate à “pele casca de laranja”! Com uma ação sinérgica na melhoria da aparência e textura da pele, o Celuless, enquanto suplemento alimentar de administração oral, possui compostos ativos importantes na ativação da microcirculação e tonificação, e o Dermoslim, um cosmético de aplicação tópica, é composto por extratos de plantas com ação tonificante, para uma pele saudável, suave e hidratada.

 

Não devemos ter vergonha da nossa pele!

Como percebemos, a etiologia da celulite é complexa e não existe, ainda, um tratamento totalmente eficaz para resolver este problema estético. Como tal, é essencial apostar na prevenção do seu aparecimento desde cedo e seguir as recomendações descritas. Acima de tudo, é importante aceitarmos e valorizarmos o nosso corpo! A celulite é um problema comum a muitas mulheres e que nos carateriza como tal.


Autoria: Beatriz Curado | Nutricionista (4641N)
Referências Bibliográficas →


Produtos relacionados

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: