Loja Biovip de

Doenças respiratórias: preocupações redobradas neste Outono-Inverno

Doenças respiratórias: preocupações redobradas neste Outono-Inverno

As doenças respiratórias têm uma elevada prevalência e são já a terceira causa de morte em Portugal, sendo responsáveis por 19% de todas as mortes. A Covid-19, que está a assombrar o mundo, veio relembrar-nos do quão mortíferas estas patologias podem ser.

Sabemos que, como é normal neste período, vão aumentar as infeções respiratórias, no entanto, os potenciais riscos resultantes da circulação conjunta do Coronavírus com o vírus da gripe sazonal ainda são desconhecidos. Por isso, este é um novo fator de preocupação para o próximo período Outono-Inverno.

Neste período poderá existir necessidade de proteger as pessoas mais frágeis das infeções respiratórias, através de ações preventivas: preservar o distanciamento social, a etiqueta respiratória (ao tossir e ao espirrar para o cotovelo), o uso de máscara e a lavagem e desinfeção constante das mãos. Atitudes que são tanto sanitárias como cívicas.

Para além disto, também pode ser benéfico reforçar o Sistema Imunitário, conferindo-lhe maior preparação e proteção para o combate a doenças infeciosas. Medidas especialmente importantes este ano!

Fatores de risco de doenças respiratórias

A crescente incidência das doenças respiratórias está, em grande parte, relacionada com o aumento da exposição a fatores de risco, nomeadamente tabaco e poluição ambiental, visto que o fumo provoca uma reação inflamatória no sistema respiratório, facilitando a entrada de agentes infeciosos. Para além disto, as mudanças bruscas de temperatura, as constipações não tratadas, a utilização de ar-condicionado, que pode ser um veículo de transmissão de microrganismos e o consumo excessivo de álcool, que interfere na capacidade de defesa do Sistema Imunitário, também poderão ser fatores de risco.

Sinais e sintomas de doenças respiratórias

Pneumonia

No dia 12 de novembro assinala-se o Dia Mundial da Pneumonia e, como tal, não poderíamos deixar de falar sobre esta patologia que mata milhões de pessoas todos os anos, sendo a mais mortal de todas as doenças respiratórias. A pneumonia afeta sobretudo pessoas mais velhas, sendo que em mais de 90% dos casos os doentes têm 65 anos ou mais.

Esta doença inflamatória aguda do parênquima pulmonar pode ser causada por agentes infeciosos (bactérias, vírus e fungos) ou provocada pela inalação de produtos tóxicos.

As principais manifestações clínicas da doença são tosse com produção de expetoração; dor torácica, que piora com os movimentos respiratórios; mal-estar geral; falta de ar e febre. As principais formas de prevenir a doença são recomendações simples: lavar e desinfetar as mãos, não fumar, evitar consumir bebidas alcoólicas, evitar aglomerações e vacinação.

Mais do que tratar uma doença, o melhor a fazer é PREVENIR o seu aparecimento!

O Sistema Imunitário é responsável por proteger o organismo de desequilíbrios internos e agressões externas, prevenindo o surgimento de doenças. Os seus mecanismos de atuação são complexos e interligam vários órgãos, que defendem o organismo de agentes patogénicos. A imunodeficiência verifica-se quando a atividade do sistema Imunitário é inferior ao desejável, o que poderá estar na origem de infeções recorrentes.

Algumas plantas contêm princípios com atividade biológica antioxidantes e anti-inflamatória, capaz de estimular o sistema imunitário e de auxiliar o organismo na sua proteção contra infeções ou até reduzir o tempo de recuperação em caso de doença. Alguns dos exemplos mais característicos destas plantas são:

Tanchagem

A Tanchagem é uma planta com atividade biológica antibacteriana ligeira e propriedades anti-infeciosas. Por este motivo, é usada desde há vários anos na medicina tradicional no tratamento de doenças infeciosas, constipações, tosse e febre.

Para além disto, é rica em pectinas e flavonóides com propriedades antioxidantes. Atua sinergicamente com plantas com caraterísticas semelhantes, promovendo uma ação suavizante e adstringente.

Não se reconhecem efeitos secundários graves da utilização desta planta.

Tomilho

O Tomilho possui aplicações terapêuticas devido à sua grande riqueza em compostos bioativos, dos quais se destacam o timol e o carvacrol que, em sinergia, conferem propriedades antissépticas e antiespasmódicas. O timol também apresenta atividades biológicas benéficas como antioxidante, imunomodulatório e antibacteriano.

Esta planta é rica em óleos essenciais responsáveis pelo efeito expetorante, nomeadamente em situações de catarro das vias respiratórias superiores e por isso é muito usada em situações de tosse produtiva associada a constipações.

A sua constituição que inclui Vitaminas do Complexo B, Vitamina C, Manganês, entre outros minerais, é muito importante no combate a invasões bacterianas ou fungos.

O Tomilho também tem demonstrado efeitos positivos no tratamento de doenças respiratórias como asma e bronquite, pela sua capacidade anti-inflamatória.

Pinheiro Silvestre

Os efeitos expetorantes, fluidificantes, antissépticos e ativadores da circulação sanguínea periférica conferidos pelo Pinheiro Silvestre devem-se ao seu óleo essencial, que atua diretamente nas vias respiratórias e estimula as mucosas para que ocorra a libertação de secreções.

Para além disto, o seu composto bioativo maioritário, o α-pineno, tem ações antifúngicas e antibacterianas, tendo ação sinérgica e de adição reconhecida com outras plantas com caraterísticas semelhantes, nomeadamente o tomilho.

Alteia

Esta planta medicinal é usualmente consumida em casos de inflamação das cavidades nasais e orais, úlceras gástricas e agregação plaquetária. Os extratos das sua raízes da Alteia, ricos em polissacarídeos, têm demonstrado efeitos imediatos, atuando como uma película protetora na mucosa inflamada, reduzindo a inflamação e protegendo as células da boca e garanta de irritações mecânicas e de invasões microbianas. Devido a estas propriedades calmantes, é uma planta muito utilizada em casos de tosse seca.

Também promove regeneração e proteção do sistema respiratório contra lesões ambientais.

Líquen da Islândia

Planta com longo uso tradicional como agente calmante no tratamento de irritações das mucosas, em casos de dor de garganta e em casos de tosse seca.

Devido ao seu conteúdo em polissacarídeos com propriedades anti-inflamatórias, o Líquen da Islândia também é usado muitas vezes no tratamento de condições inflamatórias do sistema respiratório e como imunomodulatório. Para além disto, possui propriedades antibióticas e expetorantes, tendo demonstrado, ainda, benefícios em casos de bronquite e tuberculose.

O seu conteúdo fenólico poderá ser o responsável pelas suas ações antioxidantes e antimicrobianas.

Reforço do Sistema Imunitário

As doenças respiratórias, nomeadamente a Covid-19 e a pneumonia como consequência desta patologia, são o tema na ordem do dia pelas proporções mundiais que tomaram.

Este ano, particularmente, devemos adotar medidas preventivas, no sentido de evitar a nossa contaminação e de todos os que nos rodeiam, com este ou outros microrganismos. Para além de todas as ações preventivas e de etiqueta social que devemos tomar, também podemos reforçar o nosso sistema imunitário, aumentando a sua capacidade de nos defender contra possíveis ataques externos.

Por outro lado, um sistema imunitário enfraquecido ou que já esteja a combater outros vírus, como por exemplo, no caso de uma constipação, estará menos apto a combater outro tipo de infeções. Como tal, é essencial em primeira instância proteger-se e tratar estas infeções virais menos graves.

Neste sentido, e não existindo vacina contra a constipação, é indicada a sua prevenção através das ações referidas anteriormente. Também poderá ser recomendada a utilização de suplementação alimentar, nomeadamente com alguns dos extratos naturais mencionados para melhorar os sintomas de constipações e proteger o Sistema Respiratório.´


Autoria: Beatriz Curado | Nutricionista (3020NE)
Referências Bibliográficas →


Produtos relacionados

Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: