Loja Biovip de

Entre no novo ano com o pé direito - com saúde e boa disposição!

Entre no novo ano com o pé direito - com saúde e boa disposição!

Com as celebrações de final de ano vêm as tentações de uma mesa farta, com uma grande variedade não só de alimentos, mas também de bebidas alcoólicas. Nesta altura podemos acabar por nos esquecer da nossa saúde, da manutenção da alimentação saudável, da prática de exercício físico e até diminuir as horas de sono. No entanto, a combinação de excessos alimentares e álcool é um verdadeiro atentado ao bem-estar, por isso, os excessos devem ser controlados para que a saúde não sofra consequências e possamos aproveitar todos os momentos das comemorações festivas.

Os efeitos do álcool no organismo

Como sabemos, o consumo de álcool, principalmente em elevadas quantidades, é prejudicial para a saúde. Quanto maior for a concentração de álcool no sangue, mais severas serão as alterações da consciência e os sintomas de intoxicação alcoólica. A curto prazo, algumas consequências já conhecidas do consumo de álcool podem ser mais leves e superadas em poucas horas, como a alterações do humor, comportamentos desadequados, falta de discernimento, défice de atenção, falta de coordenação e problemas de memória. No entanto, a médio-longo prazo, os efeitos poderão ser nefastos, tanto para a saúde física, como psíquica.

O fígado é o órgão responsável por metabolizar o etanol, por isso, está mais suscetível a danos, nomeadamente esteatose alcoólica, cirrose hepática e hepatite alcoólica. A ingestão excessiva de álcool também pode levar a problemas gastrointestinais (como úlceras, gastrite, varizes esofágicas e pancreatite), neuromusculares (cãibras, perda de força, dormência e distúrbios de coordenação), cardiovasculares, (hipertensão, arritmias e aumento do risco de acidente vascular isquémico), ao nível do sistema sexual e reprodutor e, ainda, transtornos mentais como depressão, abstinência, demência ou psicose.

A ressaca

A manhã seguinte a uma noite de festa pode traduzir-se em ressaca. Dores de cabeça ou musculares, cansaço, tonturas, fadiga, náuseas, irritação do estômago, desidratação e mau estar geral são sintomas que podem surgir após o consumo excessivo de álcool.

A ressaca ocorre quando o fígado não consegue concluir o processo de metabolização do álcool, que é realizado em duas etapas: primeiro o etanol é transformado em acetaldeído (substância tóxica responsável pelos sintomas da ressaca), que depois é transformado em acetato. Quando existe uma ingestão excessiva de álcool, ou seja, em maior quantidade do que o fígado é capaz de metabolizar, vai haver acumulação de acetaldeído no organismo, dando origem a sintomas de ressaca no dia seguinte.

Dicas para antes e depois das festividades

Para amenizar os danos ao fígado e evitar os efeitos da ressaca, é fundamental manter-se hidratado e fazer escolhas bem pensadas. Se for consumir bebidas alcoólicas, faça em quantidade moderada e prefira o vinho em vez de bebidas brancas; sempre que possível, opte pelos sumos de fruta 100% naturais em vez dos açucarados ou refrigerantes e procure incluir a ingestão de chás, tisanas ou infusões; por fim, não se esqueça de ingerir água (simples ou aromatizada).

Sendo o consumo de álcool uma agressão para o organismo, poderá ser uma mais valia proteger as células hepáticas. Alguns extratos naturais poderão ser uma mais valia neste sentido, como a Alcachofra, Cardo Mariano, Dente de Leão, Boldo, Fumária, Celidónia, Burututu e Rábano Negro:

 

 

No dia seguinte, algumas vitaminas e ingredientes naturais apresentam benefícios na melhoria dos sintomas da ressaca, tanto pela capacidade de auxiliar na desintoxicação e regeneração do organismo, como na produção e disponibilidade de energia. Por estes motivos, têm sido usados na medicina oriental para prevenir a ressaca induzida pelo álcool e proteger o fígado contra diversas hepatotoxinas, nomeadamente o etanol. São eles:

 

 

  • A Silimarina, um composto natural presente na planta Cardo Mariano, que apresenta benefícios reconhecidos na proteção hepática, tendo a capacidade de atenuar o dano hepático causado pelo álcool e os sintomas da ressaca. Possui também ação antioxidante e anti-inflamatória e apresenta propriedades regeneradoras, promovendo a síntese proteica nos hepatócitos.
  • A Vitamina C, vastamente reconhecida na proteção das células contra as oxidações indesejáveis, possui também a capacidade de atuar contra a hepatotoxicidade e como cofator de enzimas envolvidas na produção de carnitina (essencial na produção de energia); como tal, deficiências desta vitamina podem originar fadiga e dores musculares. Assim, poderá auxiliar na redução do cansaço e fadiga causada pelo álcool.
  • A Vitamina B6, por sua vez, também ajudará neste sentido por atuar como cofator não só de enzimas no metabolismo dos macronutrientes, como de neurotransmissores importantes na manutenção da normal função cerebral.
  • A Cafeína, que é um reconhecido estimulante do Sistema Nervoso Central, pode ser útil em situações de ressacas pela capacidade de aumentar o estado de alerta, a disponibilidade de energia, o desempenho cognitivo, a concentração e a memória de curto-prazo. Para além desta função de despertar, também pode ajudar a neutralizar a fadiga e o mau estar geral. Também lhe é reconhecida a capacidade antagónica aos efeitos intoxicantes do álcool, apesar de os mecanismos moleculares desta interação ainda não serem inteiramente conhecidos.

Devemos cuidar da nossa saúde ao longo de todo o ano e não a descurar em momentos festivos

Como vimos, existem na natureza extratos e compostos ativos capazes de proteger o fígado antes da ingestão excessiva de álcool e outros capazes de reverter os efeitos da ressaca no dia seguinte. Portanto, poderão ser consumidos sob a forma de suplementos alimentares tanto antes como após um momento de ingestão de álcool, sendo bons aliados nesta época de festas e de excessos.

Ainda assim, importa relembrar que é fundamental moderar o consumo de álcool, devido aos malefícios que ele poderá ter no organismo a longo prazo. Apesar de todos os compostos ativos referidos serem uma ajuda na proteção hepática e na inibição dos efeitos da ressaca, não são a solução.

Divirta-se e aproveite os momentos festivos, mas não se esqueça de manter os cuidados com a sua saúde e moderar as quantidades de alimentos e bebidas alcoólicas!

Desejamos a todos boas festas e um próspero Ano Novo!


Autoria: Beatriz Curado | Nutricionista (3020NE)
Referências Bibliográficas →


Produtos relacionados

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: