Loja Biovip de

Um pequeno gesto para um mundo mais sustentável!

Um pequeno gesto para um mundo mais sustentável!

Hoje, dia 18 de Junho, assinala-se o Dia da Gastronomia Sustentável, estabelecido pela Assembleia Geral da ONU em 2016. Para esclarecer o conceito, a sustentabilidade é a ideia de que tanto a agricultura e a pesca, como a preparação de alimentos deverá ser executado de forma a minimizar o desperdício de recursos naturais, sem prejudicar o meio ambiente ou a saúde. A FAO definiu que uma dieta sustentável tem um baixo impacto ambiental, protege e respeita a biodiversidade e o ecossistema do planeta, é culturalmente aceite, nutricionalmente adequada, acessível à população, segura e economicamente justa.

No entanto, atualmente, os recursos naturais, nomeadamente oceanos, florestas e solos, estão a ser sobre-explorados, sendo usados de forma completamente insustentável.  Se o padrão alimentar não for alterado, prevê-se que o aumento da população mundial, de 6,3 para 8,9 mil milhões de pessoas até 2050, possa levar à dificuldade em assegurar a disponibilidade de alimentos suficientes para satisfazer as necessidades básicas da população.

Tendo em conta esta realidade, deverão existir mudanças para uma produção sustentável:

  1. Não devem ser usados terrenos adicionais, salvaguardando a biodiversidade existente;
  2. Deve reduzir-se o consumo de água;
  3. Devem ser implementados mecanismos de redução das emissões de gases com efeito de estufa;
  4. Deve existir uma melhor ocupação dos solos e uma mudança nas prioridades de produção: Em comparação com a produção de alimentos de origem vegetal, a produção animal intensiva implica um elevado consumo de água, uso de solo e emissão de gases com efeitos de estufa.

Uma das soluções para atenuar esta insustentabilidade é a redução do desperdício alimentar, desde a produção até ao consumidor final!

Desperdício Alimentar

Em Portugal, desperdiçamos cerca de 1 milhão de toneladas de comida todos os anos. A maioria deste desperdício alimentar ocorre em casa, principalmente devido a más práticas na aquisição, armazenamento e confeção dos produtos alimentares, sendo a produção agrícola a segunda maior culpada, seguida do retalho e da indústria.

O desperdício alimentar não é apenas um problema social, também tem um elevado impacto ambiental, sendo responsável por 8% das emissões de gases de estufa. De facto, a decomposição dos alimentos em aterros gera altos níveis de gás metano. Deste modo, é possível afirmar que, se o desperdício alimentar fosse um país, seria o terceiro maior emissor destes gases do mundo.

Para além disto, cerca de 30% da terra agrícola é usada para cultivar comida que acaba no lixo, portanto para além dos alimentos também os recursos usados em crescimento, produção, processamento e transporte dos alimentos, são desperdiçados. Contribuindo inerentemente para a insustentabilidade da cadeia alimentar.

Felizmente, há algo que todos nós podemos fazer a esse respeito: Estar mais conscientes dos nossos próprios comportamentos e fazer a nossa parte para ajudar a enfrentar estas questões ambientais.

Optar pelo “nosso” Padrão Alimentar Mediterrânico é optar por uma dieta mais sustentável!

Como manter uma dieta sustentável?

  • Aumente o consumo de produtos vegetais!
    • Não necessita de se tornar vegetariano estrito para ter uma alimentação mais sustentável, mas é importante modificar a sua alimentação fazendo algumas refeições vegetarianas durante a semana.
    • Aumentar o consumo de leguminosas, podendo recorrer a estas como substituto da carne, do pescado ou do ovo.
    • Limitar o consumo de carnes vermelhas e carnes processadas. Sabia que o gado bovino é um dos maiores responsáveis pela emissão de metano para a atmosfera?
  • Privilegie alimentos frescos, de origem vegetal e com o mínimo de processamento - Os alimentos minimamente processados preservam o seu conteúdo nutricional original e são também amigos do ambiente pois requerem poucos gastros de recursos até ao seu consumo.
  • Dê preferência a alimentos locais e sazonais, esta prática apresenta vantagens para o ambiente, para a sociedade, para a economia e para a saúde:
    • Contribui para a redução da emissão de gases com efeito de estufa causados pelo transporte de alimentos;
    • Promove os produtores e a economia local;
    • Respeita a natureza e a sazonalidade dos alimentos;
    • Permite que a fruta e os vegetais sejam colhidos perto da sua fase de maturação ótima e desenvolvam todos os fitoquímicos que valorizam o seu perfil nutricional.
  • Apoie a produção local, os pequenos produtores e o comércio justo, potenciando a economia local e contribuído para a redução dos gases de efeito estufa no transporte de alimentos.
  • Não adira a modas! As modas alimentares são a antítese da sustentabilidade. O sal dos Himalaias, o abacate e a quinoa são alguns dos exemplos de alimentos que têm de ser transportados de avião para chegar até nossas casas.
  • Consuma pescado nacional, e respeite a época e o tamanho mínimo exigido pela Lei.
  • Opte por preparações mais económicas e eficientes, por exemplo, ferver a água num jarro elétrico, pois é mais rápido e mais económico que aquecer água numa panela.
  • Compre alimentos a granel, ou quando não é possível, preferir embalagens familiares, de forma a reduzir a quantidade de metal, papel ou plástico usado nos sistemas de distribuição atuais, bem como, produzir menos “lixo”.
  • Minimizar o desperdício alimentar durante a preparação e confeção dos alimentos, bem como reaproveitar as sobras de outras refeições.

Como?

Veja no artigo do blog da Biovip: “Combata o desperdício no Dia Mundial da Alimentação!” e em Unidos contra o desperdício algumas dicas e receitas para reduzir o desperdício alimentar na aquisição e preparação de refeições.

A manutenção de dietas sustentáveis exigirá mudanças substanciais no nosso comportamento alimentar, incluindo grandes reduções no desperdício alimentar e melhorias nas práticas de produção de alimentos.

Esta meta universal está ao nosso alcance, proteger o planeta depende de nós!

 

Receitas:

Almôndegas de grão em molho de tomate

Ingredientes:

Para as almôndegas

540g Grão de bico cozido

3 Colheres de sopa de azeite

2 Cenouras

1 Cebola

4 Colheres de sopa de flocos de aveia

Salsa q.b.

Sal

Pimenta

Para o molho

2 Cebolas

5 Colheres de sopa de azeite

500g Tomate

100ml Vinho branco

½ Pimento

2 Folhas de louro

2 Dentes de alho

200ml Água

Preparação: 

  1. Numa panela adicione o azeite e refogue a cebola picada, a cenoura ralada e os flocos de aveia durante 5 minutos, temperado com sal e pimenta.
  2. Coloque o grão-de-bico cozido num liquidificador e triturar até obter uma pasta homogênea. Misture com o preparado anterior.
  3. Forme bolinhas com a pasta de grão e reserve.
  4. Para o molho de tomate: Pique as cebolas, o pimento e os dentes de alho. Refogue em azeite com uma folha de louro. Adicione o tomate picado finamente e deixe cozinhar. Refresque com vinho branco e vá adicionando água até obter a consistência do molho desejada e deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos.
  5. Adicione as almôndegas de grão ao molho de tomate e deixe cozinhar. Retifique os temperos. Pode servir com esparguete cozido.

 

Açorda de Bacalhau (com aproveitamento de sobras)

Ingredientes:

300 gr de Bacalhau

500 gr de Pão

1 Cebola

3 Dentes alho

2 Tomates

50 ml Azeite

1 Folha louro

Cominhos q.b. 

Pimenta q.b.

300 gr Couve Penca

Preparação:

  1. Desfie as sobras de bacalhau cozido.
  2. Descasque e pique a cebola, o alho e o tomate, adicione um pouco de água e leve ao lume a refogar, e deixe cozinhar.
  3. Adicione um pouco mais de água e tempere com a pimenta, os cominhos e o louro.
  4. Junte o bacalhau desfiado e deixe apurar um pouco o molho.
  5. Corte as sobras de pão em fatias e adicione-as ao preparado e mexa até ficar bem envolvidas.
  6. Corte a couve em forma de caldo verde, coloque numa frigideira anti-aderente um pouco de azeite e alho e salteie a couve penca.
  7. Adicione ao preparado anterior, envolva e sirva de imediato.

Autoria: Beatriz Curado | Nutricionista
Referências Bibliográficas →


← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: