Loja Biovip de

Multivitamínico e multimineral: para quê e para quem?

Multivitamínico e multimineral: para quê e para quem?

Em decorrência das mudanças no padrão alimentar da população, a suplementação da dieta com micronutrientes é prática comum. A quantidade de micronutrientes necessária para cada indivíduo depende de vários fatores, tais como sexo, idade, nível de atividade física, presença de patologias, entre outros. Em geral, não há necessidade de se fazer suplementação de qualquer nutriente quando se tem uma dieta equilibrada e hábitos de vida saudáveis, contudo, atualmente, devido principalmente à globalização, à evolução da indústria alimentar e à alteração da forma de produção agrícola, o consumo de alimentos ricos em micronutrientes como frutas e hortícolas diminuiu, tendo aumentado concomitantemente o consumo de alimentos processados.

Assim sendo, para indivíduos que necessitem de complementar a sua dieta, devido a ingestão insuficiente de micronutrientes, é indicada a utilização de suplementos vitamínicos e/ou minerais.

O que é um multivitamínico e mineral?

Um multivitamínico e mineral é um suplemento alimentar que contém várias vitaminas e minerais essenciais concentrados, tendo efeito nutricional e fisiológico.

Estes poderão colmatar défices nutricionais, diminuindo o risco de doenças subjacentes a essas carências e garantindo o normal funcionamento do organismo, sendo benéficos para certas populações em risco. São consumidos, geralmente, em situações de carência comprovada ou risco de a desenvolver, existindo simultaneamente uma incapacidade de alterar o padrão alimentar existente, e quando a suplementação individual do nutriente é insuficiente ou menos vantajosa. Ainda assim, é necessário conhecer os hábitos alimentares e história clínica do indivíduo antes de serem recomendados. Para além disto, é crucial medir o risco/benefício dos mesmos para o indivíduo em causa.

Quem beneficia com a ingestão deste suplemento alimentar?

Em geral, os indivíduos que mais beneficiam dos multivitamínicos e minerais são aqueles que são incapazes de adquirir alimentos variados e de consumir uma dieta equilibrada e rica em micronutrientes, seja por motivos económicos, de rotina ou estilo de vida. No entanto, determinados grupos populacionais são mais suscetíveis ao desenvolvimento de défices nutricionais, nomeadamente, grávidas, idosos, pessoas com dietas restritas em determinados nutrientes, pessoas submetidas a cirurgia bariátrica e pessoas com patologias do foro gastrointestinal como doença celíaca ou doença de Cronh.

As evidências atuais, sugerem que mulheres grávidas que ingerem multivitamínicos e minerais com uma fórmula específica em micronutrientes e adaptada à sua condição, reduzem o risco de defeitos congénitos do feto. 

Os idosos, por sua vez, têm maior probabilidade de ter défices em micronutrientes devido ao envelhecimento, nomeadamente de Cálcio, Vitamina B12 e Vitamina D. Por isso, a ingestão destes sob a forma de suplemento alimentar poderá ser interessante. No entanto, não se pode afirmar que a ingestão de multivitamínicos e minerais aumente a longevidade, ou que diminui o risco de doenças, como patologia cardiovascular, cancro ou declínio cognitivo.

Algumas dietas muito restritivas tanto em energia como em nutrientes específicos, como paleo, vegan, isenta em glúten ou em hidratos de carbono, poderão representar risco de deficiências nutricionais. Nestas situações é aconselhado realizar análises clínicas com o objetivo de perceber quais os micronutrientes em défice e adaptar a dieta e a suplementação alimentar.

Em situações de cirurgia bariátrica em que há redução do tamanho do estômago e por vezes do intestino, há diminuição tanto da ingestão como da absorção de nutrientes, existindo o risco de deficiências. Antes mesmo de qualquer intervenção cirúrgica, a obesidade pode estar associada a carências, principalmente devido a hábitos alimentares incorretos, que podem ser agravadas após a cirurgia. Por isso, a utilização de multivitamínicos e minerais poderá ajudar na manutenção de um estado nutricional ótimo, mas a sua necessidade deve sempre ser avaliada de forma individualizada.

Na diabetes mellitus tipo 2, em que muitas vezes existe défice de magnésio e/ou de vitamina B12 devido à medicação antidiabética ou em situações de anorexia nervosa em que a ingestão de alimentos é reduzida, a utilização deste tipo de suplemento alimentar também poderá ser benéfica.

Em relação à população geral, os multivitamínicos e minerais não demonstraram ser um risco para a saúde desde que não sejam ultrapassadas as recomendações diárias de micronutrientes.

O consumo acima das recomendações diárias de alguns micronutrientes poderá representar um risco para a saúde, principalmente em grupos mais vulneráveis como crianças e idosos. Portanto, o seu consumo sob a forma de suplementos alimentares deve ser cuidado e avaliada a sua necessidade caso a caso.

Benefícios dos micronutrientes

São diversas as funções dos micronutrientes no organismo humano, assim sendo, multivitamínicos e minerais com largo espetro atuam nos vários sistemas tendo potenciais efeitos benéficos.

Outros sistemas mais complexos como o metabolismo energético, o metabolismo dos macronutrientes ou a divisão e diferenciação celular também são influenciados por vários destes micronutrientes.

Valor recomendado vs Valor tolerado

A EFSA, autoridade que regula a segurança dos suplementos alimentares na Europa, definiu os valores adequados de ingestão diária, bem como os valores limite tolerados de vitaminas e minerais de forma a garantir a manutenção da saúde da população.

Saber escolher na hora de comprar

Existe um vasto leque de multivitamínicos e minerais no mercado, por isso é necessário ter alguns fatores em conta, quando se escolhe qual adquirir:

  • A quantidade de vitaminas e minerais do suplemento alimentar deve ser próxima das recomendações diárias.
  • Para não correr o risco de adquirir um suplemento alimentar contaminado com ingredientes que não estão no rótulo ou até ingredientes nefastos, este deve ser adquirido numa marca de confiança e com boa reputação, de preferência certificada.
  • Para além disto, é importante que a rotulagem destes suplementos alimentares contenha informações acerca da recomendação diária dos micronutrientes.

Adequar a alimentação

Apesar dos multivitamínicos e minerais conterem uma grande diversidade de micronutrientes, é importante referir que eles não substituem uma dieta equilibrada, uma vez que o alimento inteiro contém outros nutrientes como fibras, fitoquímicos e outros componentes importantes para a manutenção da saúde. Para além disto a biodisponibilidade de nutrientes nos alimentos é maior. Portanto, os multivitamínicos e minerais deverão ser utilizados como um complemento a uma dieta saudável. Ainda assim, são especialmente relevantes em pessoas com doenças crónicas, com idade avançada ou com ingestão alimentar inadequada.


Autoria: Beatriz Curado | Nutricionista (3020NE)
Referências Bibliográficas →


Produtos relacionados

 

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: