Loja Biovip de

Quais os benefícios do ovo para a saúde?

Quais os benefícios do ovo para a saúde?

O ovo apresenta valor energético moderado (82kcal/55g de ovo), é rico em proteínas de elevada qualidade e contém apenas 1,5g de gordura saturada. Por ser um alimento nutricionalmente rico, não só em proteínas, mas também em micronutrientes importantes para o adequado funcionamento de diversos processos celulares no organismo, apresenta benefícios para a saúde.

Também por serem uma excelente fonte proteica, os ovos podem servir como aliados numa dieta para perda de peso, desde que confecionados sem gordura e integrados num regime de alimentação saudável.

Tabela Nutricional do ovo

Tabela Nutricional do Ovo

O ovo é rico em vitamina A, atuando beneficamente ao nível da visão, diferenciação celular e regulação genética. O fósforo, presente na sua constituição, é fundamental na formação dos ossos e dentes e no metabolismo de energia. Já as proteínas apresentam funções estruturais, enzimáticas, hormonais de transporte e por vezes de defesa.

Mas será que deveríamos consumir apenas a clara do ovo?

A gema, representa 30,9% do peso total do ovo e, apesar de mais calórica, é também mais nutritiva, pela sua concentração em micronutrientes. Contém proteínas, gordura e praticamente todas as vitaminas, exceto a vitamina C. Por sua vez, a clara ou albúmen, representa 57,3% do peso total e é principalmente constituída por água e proteína, nomeadamente ovalbumina.

Ainda assim, estas duas frações complementam-se, estando o valor nutricional do ovo associado ao seu todo, ou seja, ao conjunto gema e clara.

Para quem procura este alimento como fonte proteica privilegiada, por ser praticante de exercício físico por exemplo, podemos considera-la uma ótima opção alimentar, não só pelo seu baixo custo, como pela sua fácil digestão e por conter proteínas de alto valor biológico associada a outros nutrientes importantes (como o magnésio e a colina).

Para atletas, que procuram este alimento meramente como fonte proteica, o consumo individual da clara de ovo parece ser muito comum. No entanto, sabe-se que o ovo enquanto matriz alimentar, ou seja, quando visto como um todo, tem maior relação com o aumento de massa muscular, comparativamente com o consumo individualizado de claras.

O consumo de 20g de proteína de ovo (inteiro) após o treino maximiza a síntese proteica no músculo em atletas recreativos.

O Ovo aumenta o colesterol sérico total?

O aumento do colesterol sérico é uma questão multifatorial, que envolve não só a questão genética, como os fatores associados ao estilo de vida. A este respeito, ao nível da alimentação, o aumento do colesterol sanguíneo deve-se sobretudo ao consumo de fontes de gordura saturada, como carnes vermelhas, enchidos, fumados, manteigas e leites gordos.

A presença de colesterol na alimentação não se relaciona diretamente com os níveis elevados do colesterol no organismo, desta forma, também o colesterol presente no ovo (cerca de 224 mg por ovo) tem pouco impacto no colesterol sanguíneo.

Estudos recentes têm demonstrado que o consumo diário de ovo não afeta o perfil lipídico individual e pode até, de facto, melhorá-lo. A gema do ovo contém lecitinas que metabolicamente impedem a subida de produção de colesterol pelo nosso organismo.

Para além disto, se associarmos o consumo de colesterol, por exemplo através do ovo, ao consumo de hortofrutícolas verifica-se uma diminuição da absorção intestinal de colesterol.

O ovo pode provocar alergia?

O ovo pode ser um alimento com potencial alergénico pela existência das proteínas ovomucoide e ovomacroglobulina na clara do ovo. Por este motivo, a sua introdução na alimentação de um recém-nascido é tardia e a introdução da gema é separada da introdução da clara.

Quantidade diária de ovo

O ovo possui as proteínas de melhor qualidade na nossa alimentação (respeita a proporção e quantidade de aminoácidos essenciais), mas é importante que seja incluído numa alimentação variada e equilibrada. Apesar de poder ser fonte proteica única de uma refeição, não deverá substituir a carne ou o peixe em absoluto, para que não existam carências nutricionais, nomeadamente de ferro e vitaminas do complexo B, presentes, por exemplo, nas carnes vermelhas.

Mas afinal qual a quantidade de ovos que podemos consumir?

Pessoas saudáveis podem consumir entre 1 a 2 ovos por dia, desde que integrado numa alimentação saudável e que, com isso, não ultrapassassem o limite de 300 mg de colesterol diários provenientes da alimentação, com especial atenção ao consumo de gorduras saturadas e trans.

Ainda assim, é possível que atletas, devido às necessidades proteicas aumentadas, possam até consumir uma quantidade superior de ovos.

Para além do seu valor nutricional os ovos são alimentos de baixo custo, saborosos e apresentam grande versatilidade culinária, podendo ser incorporados em diversas receitas.

Panquecas de legumes com ovo escalfado (Receita para 4 pessoas)

Ingredientes:

1 chávena de farinha

1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 chávena de couve-flor picada

1 chávena de brócolos picada

1/4 chávena de cebolinho picado

3/4 chávena de queijo cheddar ralado

1 ovo + 4 ovos (para escalfar)

1 copo de leite

2 colheres de sopa azeite

Salsa picada q.b.

Uma pitada de sal

Uma pitada de pimenta preta

Uma pitada de pimenta caiena

Para as panquecas de legumes:

Numa taça misture a couve-flor, os brócolos, o cebolinho e a salsa picados, o queijo ralado, 1 ovo e o leite, até obter uma consistência homogénea. Adicione a farinha, o bicarbonato de sódio, o sal, a pimenta preta e a pimenta caiena.

Aqueça uma frigideira antiaderente em lume médio/alto com um fio de azeite. Coloque na frigideira 1/4 de chávena da massa e espalhe em forma de círculo. Quando estiver dourada vire ao contrário e deixe cozinhar. Repita o processo até acabar a massa.

Para os ovos escalfados:

Utilize esta famosa técnica do chef Jamie Oliver, para facilitar o processo: Coloque duas folhas de película aderente abertas, de forma a forrar uma taça pequena. Adicione um pouco de azeite por cima e coloque o ovo lá dentro. Feche a película com um nó e mergulhe em água a ferver. Quando a clara ficar branca, tire a película da água, retire o ovo lá de dentro e já está.

Para empratar, disponha o ovo escalfado por cima das panquecas e decore com o cebolinho e a salsa picados.


Autoria: Beatriz Curado | Nutricionista
Referências Bibliográficas →


 

← Previous Next →

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: