Loja Biovip de

Complexo Probiótico (estirpes seleccionadas)

Microflora Intestinal
A microflora intestinal é definida como a população microbiana persistente e estável que reside no tracto gastrointestinal, e que não desencadeia uma resposta imunitária em condições normais.
Desempenha tarefas fundamentais para a saúde humana:
1) Funções nutrição e metabolismo, como resultado da actividade bioquímica da flora;
2) Funções de protecção, prevenindo a invasão de microorganismos patogénicos (efeito de barreira);
3) Funções tróficas sobre a proliferação e diferenciação do epitélio intestinal e sobre o desenvolvimento e modulação do sistema imunitário.
 
Probióticos
“Microorganismos vivos que, administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro” (WHO/FAO, 2001) 

O principal objectivo da utilização dos probióticos é aumentar o número e a actividade dos microorganismos intestinais com propriedades úteis ao hospedeiro, em detrimento dos microorganismos potencialmente prejudiciais, isto é, melhorar a composição e propriedades da flora intestinal.
Deste modo, os probióticos aumentam a resistência e reforçam os mecanismos naturais de defesa do hospedeiro, com impacto positivo na saúde não limitado ao tracto gastrintestinal.  
Os probióticos estão naturalmente presentes na dieta: são tradicionalmente encontrados em produtos de leite fermentado e em vegetais fermentados.

Acção sobre microorganismos prejudiciais:
• produção de ácido acético, ácido láctico e de ácidos gordos de cadeia curta (AGCC) ⇒ do pH do meio intestinal;
• produção de substâncias antibacterianas (bacteriocinas e outros compostos anti-microbianos) contra as bactérias patogénicas;
• Competição por locais de adesão ⇒ inibição da adesividade dos microorganismos patogénicos à mucosa intestinal, impedindo a subsequente produção de toxinas ou invasão das células epiteliais por estes organismos;
• Competição pelos nutrientes disponíveis no meio intestinal necessários para o crescimento dos organismos patogénicos.
• Influência na translocação dos microorganismos patogénicos para outros locais do organismo.

 
Estimulação da imunidade específica e não-específica gastrointestinal e sistémica:
 Aumento da actividade de macrófagos; Aumento da produção de anticorpos; Proliferação de células imunitárias; Aumento da produção de citocinas. 

Acção sobre a digestão, metabolismo e nutrição:
• Aumento da produção de β-galactosidase, enzimaresponsável pela digestão da lactose;
• Melhoria da disponibilidade de nutrientes (cálcio, magnésio);
• Aumento da produção de substâncias enzimáticas e vitaminas (vitaminas do complexo B, vitamina K);
• Melhoram a digestibilidade dos alimentos e favorecem a assimilação de nutrientes;
• Favorecem a degradação de compostos tóxicos e carcinogénicos

Vantagens da utilização de probióticos:
• Aumento da resistência natural a doenças infecciosas do tracto gastrointestinal
• Prevenção de diarreias: diarreia do viajante, diarreia aguda infecciosa e diarreia associada a antibióticos; recolonizam a flora intestinal após tratamento com antibióticos.
• Efeitos benéficos nas doenças inflamatórias intestinais: doença de Crohn, colite ulcerosa, doença inflamatória crónica do intestino, etc.
• Efeitos benéficos noutras doenças gastrointestinais: gastrite, úlceras, estomatite e halitose crónica.
• Aumento da tolerância à lactose.
• Melhoria da digestão e da absorção de cálcio e magnésio.
• Melhoria do funcionamento intestinal (obstipação leve).
• Protecção contra infecções. 

Ingrediente essencial de

Advertência

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorrecções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A BIOVIP não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer directamente a um profissional devidamente qualificado.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: