Loja Biovip de

O uso do guaraná remonta há já vários séculos, documentado pela primeira vez durante uma expedição Jesuíta à Amazónia, onde era utilizado no tratamento da dor de cabeça, febre e cãibras. Desde então, este extrato tem sido muito utilizado no mercado de suplementos dietéticos pela sua ação estimulante, energizante e na perda de peso. O guaraná, cujo nome científico é Paullinia cupana, contém diversos constituintes com propriedades bioativas: as metilxantinas (cafeína, teobromina, teofilina) e os taninos (catequinas e epicatequinas, procianidinas), entre outros.1–3⁠ As suas propriedades estimulantes estão relacionadas com o seu teor em xantinas, como a cafeína, que atuam sobre o sistema nervoso central e que lhe conferem ação anti-fadiga, tónica e energizante por aumento de glicose circulante. Esta ação proporciona uma melhoria do estado de alerta, ou seja, reduz o tempo de reação otimiza do processamento da informação.2⁠ Para além dos compostos estimulantes, os taninos presentes parecem estar relacionados com a proteção dos efeitos amnésicos da escopolamina, protegendo a memória e melhorando a performance cognitiva.4

O uso de guaraná está também fortemente associado à perda de peso, devido ao seu efeito estimulante, às suas propriedades diuréticas e de inibição do apetite. No caso deste último, a redução da secreção de ácido gástrico e consequente aumento do tempo da taxa de esvaziamento gástrico, traduz-se numa maior saciedade e controlo sobre a ingestão alimentar. A sua atividade diurética relaciona-se com o seu teor em teobromina e teofilina, metabolitos com efeito reconhecido.1,2 Estas propriedades, a par do aumento da taxa metabólica em repouso (metabolismo basal) e do gasto energético induzidas pelas xantinas, auxiliam na manutenção da perda de peso a longo prazo.

A nível da pele, a evidência sugere que a matriz rica em catequinas e alcalóides modula diferentes estados inflamatórios e processos de envelhecimento, exibindo ainda efeitos diuréticos, detergentes, adstringentes e antioxidantes.1,5,6 O Guaraná, devido ao efeito redutor da celulite das metilxantinas, promove a lipólise, reduzindo desta forma o tamanho e volume de adipócitos, o que se traduz numa diminuição da tensão no tecido conjuntivo circundante e numa melhoria a aparência clínica de pregas.4⁠,7

Ingrediente essencial de

Bibliografia

1. Hamerski L, Somner G V, Tamaio N. Paullinia cupana Kunth (Sapindaceae): a review of its ethnopharmacology, phytochemistry and pharmacology. J Med Plants Res. 2013;7(30):2221-2229.
2. Schimpl FC, Da Silva JF, Gonçalves JFDC, Mazzafera P. Guarana: Revisiting a highly caffeinated plant from the Amazon. J Ethnopharmacol. 2013;150(1):14-31. doi:10.1016/j.jep.2013.08.023
3. Schimpl FC, Kiyota E, Mayer JLS, Gonçalves JFDC, Da Silva JF, Mazzafera P. Molecular and biochemical characterization of caffeine synthase and purine alkaloid concentration in guarana fruit. Phytochemistry. 2014;105:25-36. doi:10.1016/j.phytochem.2014.04.018
4. Marques LLM, Ferreira EDF, Paula MN de, Klein T, Mello JCP de. Paullinia cupana: a multipurpose plant – a review. Brazilian J Pharmacogn. 2019;29:77-110. doi:10.1016/j.bjp.2018.08.007
5. Maldaner DR, Pellenz NL, Barbisan F, et al. Interaction between low-level laser therapy and Guarana (Paullinia cupana) extract induces antioxidant, anti-inflammatory, and anti-apoptotic effects and promotes proliferation in dermal fibroblasts. J Cosmet Dermatol. 2020;19(3):629-637. doi:10.1111/jocd.13055
6. Gabarra Almeida Leite M, Maia Campos PMBG. Correlations between sebaceous glands activity and porphyrins in the oily skin and hair and immediate effects of dermocosmetic formulations. J Cosmet Dermatol. Published online 2020:1-7. doi:10.1111/jocd.13370
7. Funasaki M, Barroso H dos S, Fernandes VLA, Menezes IS. Amazon Rainforest Cosmetics: Chemical Approach For Quality Control. Quim Nova. Published online 2016. doi:10.5935/0100-4042.20160008

Advertência

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorrecções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A BIOVIP não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer directamente a um profissional devidamente qualificado.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: