Loja Biovip de

Própolis é um produto resinoso acastanhado coletado por abelhas, de diferentes exsudados vegetais, e trans­formado pela saliva e enzimas das mesmas num composto rico em substâncias ativas com ações farma­cológicas 1–4.

Devido às suas propriedades terapêuticas relatadas há vários séculos e ao facto de ter baixa toxicidade, não havendo relatos de efeitos adversos, este composto tem sido bastante usado na medicina tradicional5.

No entanto, só mais recentemente tem despertado o interesse dos investiga­dores devido às suas inúmeras propriedades terapêuticas, tais como anti-inflamatória, cicatrizante, antioxidante, antimicrobiana (antifúngica, antibacteriana e antiviral), anestésica, anti-ulcerosa, anticancerígena, citotóxica, anti-herpes e anti-HIV 1,2,5. Para além dos seus benefícios na redução do colesterol e da pressão arterial 3,6,7.

Em geral é composta por 50% de resina e bálsamo, 30% de cera, 10% de óleos essenciais e aromáticos, 5% de pólen e 5% de várias outras substâncias1.

Até ao momento, já foram identificados mais de 200 constituintes químicos, entre os quais: algumas vitaminas (B1, B2, B6, C, E) e minerais (manga­nês, ferro, cálcio e alumínio), esteroides, terpenoides, aminoácidos e compostos fenólicos1,8. No entanto, a quantidade destes compostos varia de acordo com fatores ambientais, a geografia e a origem botânica, e por isso a sua ação biológica também será variável 5–8.

Sabe-se que a ingestão de flavonoides interfere em diversos processos fi­siológicos, e auxilia na absorção e na ação de vitaminas, por atuarem nos processos de cicatrização, como antioxidantes, além de apresentarem atividade antimicrobiana 1. Esta atividade é expressa através de uma ação direta sobre microrganismos e indireta através da estimulação do sis­tema imunitário.

A sua atividade imunomoduladora deve-se aos seus efeitos na produção de anticor­pos e em diferentes células do sistema imunológico, envolvendo a resposta imune inata e adaptativa. Possui ação estimulante na atividade das células natural killer que exercem a sua citotoxicidade contra células tumorais e na ativação dos macrófagos que realizam fagocitose de agentes patogénicos2.

O extrato de Própolis tem sido, atualmente, aplicado em fórmulas para síndromes gripais e preparações cosméticas para cicatrização de feridas e queimadu­ras, acne, herpes e gengivite 4.

Bibliografia

1. Oliveira KA de M, Oliveira GV de, Batalini C, Rosalem JA, Ribeiro LS. Atividade antimicrobiana e quantificação de Flavonoides e Fenóis totais em diferentes extratos de Própolis. Semin Ciências Biológicas e da Saúde. 2013;33(2):211-222. doi:10.5433/1679-0367.2012v33n2p211
2. Sforcin JM. Propolis and the immune system: a review. J Ethnopharmacol. 2007;113:1-14. doi:10.1016/j.jep.2007.05.012
3. Castaldo S, Capasso F. Propolis, an old remedy used in modern medicine. Fitoterapia. 2002;73(1):1-6. doi:10.1016/S0367-326X(02)00185-5
4. Wagh VD. Propolis: A wonder bees product and its pharmacological potentials. Adv Pharmacol Sci. 2013:1-11. doi:10.1155/2013/308249
5. Toreti VC, Sato HH, Pastore GM, Park YK. Recent progress of propolis for its biological and chemical compositions and its botanical origin. Evidence-based Complement Altern Med. 2013:1-13. doi:10.1155/2013/697390
6. Lotfy M. Biological activity of bee propolis in health and disease. Asian Pacific J Cancer Prev. 2006.
7. Bankova V, Popova M, Trusheva B. Propolis volatile compounds: Chemical diversity and biological activity: A review. Chem Cent J. 2014;8(28):1-8. doi:10.1186/1752-153X-8-28
8. Ahn MR, Kumazawa S, Hamasaka T, Bang KS, Nakayama T. Antioxidant activity and constituents of propolis collected in various areas of Korea. J Agric Food Chem. 2004;52(24):7286-7292. doi:10.1021/jf048726s

Advertência

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorrecções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A BIOVIP não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer directamente a um profissional devidamente qualificado.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: