Loja Biovip de

SCOBY

SCOBY é o nome dado a uma película de celulose bacteriana contendo um consórcio simbiótico de bactérias acéticas e leveduras. Este SCOBY é adicionado ao chá verde ou preto com sacarose, fermentando-o e dando origem à bebida de origem asiática, a Kombucha1.

As leveduras do SCOBY degradam a sacarose em glicose e frutose. Por sua vez, as bactérias acéticas convertem a glicose em ácido glucónico e a frutose em ácido acético. Neste processo também é formado etanol e dióxido de carbono.

Alguns dos microrganismos que mais vulgarmente estão presentes na constituição do SCOBY são os Lactobacillus acidophilus e Lactobacillus plantarum, estirpes estas extensamente utilizadas e estudadas pela sua ação probiótica cientificamente comprovada com influência na capacidade de digestão e na melhoria dos níveis de colesterol2. Exibem potentes propriedades, como a anti-inflamatória e a antialérgica, além de estimularem o sistema imunitário. Tem ainda demonstrado alguma evidência na prevenção de infeções do trato urinário recorrentes em mulheres e efeito bactericida in vitro contra a H. pylori (principal causa de gastrite relacionada com úlceras pépticas e cancro do estômago).

Bactérias do género Lactobacillus encontram-se ao longo do trato gastrointestinal, atuando como promotoras de saúde, e sendo a sua distribuição afetada pelo pH, disponibilidade de oxigénio, substratos específicos, secreções e interações bacterianas.

Os efeitos benéficos descritos do consumo de probióticos incluem modulação da composição da microbiota, bloqueio da colonização intestinal por bactérias patogénicas, inibição da síntese de toxinas pelas mesmas e síntese de substâncias antagonistas a microrganismos patogénicos.  Atuam também na melhoria da saúde intestinal e de sintomas de intolerância à lactose, manutenção da integridade da barreira intestinal, e apresentam, ainda, efeitos imunomoduladores e anti-inflamatórios, contribuindo para a diminuição do risco de diversas doenças e melhoria da qualidade de vida3.

Bibliografia

1. Santos MJ dos. Kombucha: caracterização da microbiota e desenvolvimento de novos produtos alimentares para uso em restauração. Master Diss Univ Lisboa. 2016.
2. Kapp JM, Sumner W. Kombucha: a systematic review of the empirical evidence of human health benefit. Ann Epidemiol. 2019. doi:10.1016/j.annepidem.2018.11.001
3. Kruk M, Trząskowska M, Ścibisz I, Pokorski P. Application of the “scoby” and kombucha tea for the production of fermented milk drinks. Microorganisms. 2021. doi:10.3390/microorganisms9010123

Advertência

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorrecções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A BIOVIP não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer directamente a um profissional devidamente qualificado.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades

Os cookies são importantes para oferecer um serviço online de melhor qualidade. Ao utilizar o nosso site está a concordar com a nossa política de privacidade e de utilização de cookies, saiba mais aqui.

Carrinho

Parece que o seu carrinho está vazio!

Olá,
Seu código Biovip

Escolha uma opção: